CULTO DO EVANGELHO NO LAR

04/06/2013 14h28 - Atualizado em 18/04/2018 11h48

o Evangelho no Lar é a maneira segura de trazer a luz, harmonia, entendimento a paz e, com isso jesus para dentro do nosso cadinho domestico.
Independente do credo que se professe esta reunião semanal da família para o estudo do Evangelho é imprescindível, além dos benefícios já citados esta prática torna Jesus presença constante em nossos lares, assim como afasta toda influência negativa.
André Luiz no Livro Os mensageiros nos diz que: “Quando no lar são levantadas paredes espirituais com substâncias sublimes do amor, dedicação e ligação com Jesus, isolando o lar da atmosfera miasmática da crosta, somente entram, nesse ambiente, Espíritos autorizados, mesmo assim, aqueles que o guardam, terão que abrir a porta.” Por isto quando abrimos nossa casa e nosso coração para o Evangelho estamos acendendo a luz no lar e fazendo com que as trevas batam em retirada.
Mas como fazer o Evangelho no Lar?
Primeiramente devemos procurar escolher um dia e hora da semana onde todos ou a maioria possa participar e a partir daí todos devem ter o compromisso de estarem presentes no momento acordado. O tempo para realização pode variar, mas 20 a 30 minutos são suficientes para a boa realização do mesmo. No caso do telefone tocar devemos atender e dizer que após o Evangelho tornamos a ligar, caso chegue uma visita, diremos a mesma coisa e convidaremos o visitante a participar. O importante e manter a disciplina, salvo alguma emergência.
1. Prece Inicial – simples e espontânea, buscando contato com os planos superiores;
E a prece dominical [pai nosso]
2. Leitura de uma mensagem – com conteúdo edificante;
3. Leitura do Evangelho segundo o Espiritismo – pode ser lido aleatoriamente ou em sequência;
4. Comentários sobre o texto lido – comentários breves, evitando-se polêmicas e críticas;
5. Vibrações – pensar em Jesus e emitir pensamentos positivos de harmonia, paz, amor e esperança;
6. Prece de encerramento – agradecer a Deus, pedir proteção para todos e para estarem juntos na próxima semana.
Obs.: Pode-se utilizar também água que será magnetizada durante o culto, ficando a critério dos participantes.
Se ninguém na sua família deseja participar do Evangelho, ou você mora sozinho, não há problema, faça o Evangelho “só” respeitando também a disciplina do dia e do horário, pois na verdade você estará acompanhado de diversos amigos espirituais e de companheiros que desejam aprender e reconforta-se com as palavras balsamizantes do Evangelho. Por isto é importante ler o Evangelho em voz alta (tom normal), pois nem todos os companheiros do plano espiritual podem captar seus pensamentos, e estes ficariam prejudicados com a leitura mental.
Caso você tenha crianças e elas já tenham idade que as permita compreender este momento, elas não só podem, como devem participar, pois temos a responsabilidade de evangelizar os pequenos, traçando assim roteiros seguros para o crescimento deles, sob a luz dos ensinamentos de Jesus. Entretanto deve-se adaptar a reunião ao grau de compreensão das mesmas, para que eles possam participar, compreender e se interessar por este momento. Além disso, deve-se estimulá-las a comentar o texto lido. Pode-se, por exemplo, substituir o Evangelho segundo o Espiritismo por um destes livros: Jesus no Lar, Alvorada Cristã, O Evangelho da Meninada, isto tornará a reunião mais atrativa as crianças.
Não há formula ideal para o culto do Evangelho no Lar, você pode fazer suas adaptações no roteiro que apresentamos, o mais importante é não deixar de fazê-lo e envolver o maior número de familiares possível, evitando-se qualquer comportamento que leve a desarmonia.
Temos certeza que com adoção desta prática salutar, seu lar se transformará numa fonte de luz para você e sua família, sendo seu manancial de segurança em todos os momentos. E Lembre sempre da promessa de Jesus que disse: “onde duas ou mais pessoas estiverem reunidas em meu nome, eu estarei no meio delas”, portanto não duvide. No momento do Evangelho do Lar Jesus estará sempre presente.
Muita paz!

Fonte: Diretoria Executiva